A SUBSTITUIÇÃO DO ADMINISTRADOR JUDICIAL À LUZ DA LEI DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL E FALÊNCIA – LEI Nº 11.101/05 (LRF)

Ricardo Felisberto

Resumo


O presente artigo tem por objetivo traçar alguns aspectos quanto ao tema “a substituição do administrador judicial à luz da Lei de Recuperação Judicial e Falência – Lei nº 11.101/05 (LRF)”, seu intuito principal é levantar a problemática que envolve a substituição de um administrador judicial em um processo recuperacional ou de falência. O tema é regulado pela Lei nº 11.101/05 (LRF) que disciplina os procedimentos da recuperação judicial e falência das sociedades empresariais e prevê a figura do Administrador Judicial em seu artigo 21 e ss, que corresponde ao antigo síndico, presente na pretérita Lei de Falências e Concordatas, Decreto nº 7.661/45. Portanto, será feita uma breve explanação histórica da Recuperação e Falência de Empresas no Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


BEZERRA FILHO, Manoel Justino. Lei de Recuperação de Empresas e Falências.

ed. São Paulo: Revistas dos Tribunais, 2017.

BRASIL. Lei de Recuperação de Empresa e Falências. Lei nº 11.101, 2005.

CAMPINHO, Sérgio. Falência e Recuperação de Empresa. 9. ed. São Paulo:

Saraiva, 2018.

CHAGAS, Edilson Enedino; LENZA, Pedro (Coords.). Direito Empresarial

Esquematizado. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

COELHO, Fábio Ulhoa. Lei de Falências e de Recuperação de Empresas. 13. ed.

ver. e atual. São Paulo: Thomson Reuters, 2018.

FAZZIO JUNIOR, Waldo. Direito Comercial. Disponível em:

. Acesso em: 11

dez. 2018.

ROQUE, Sebastião José. Direito Falimentar. 2. ed. Ícone, 2017.

SALOMÃO, Luis Felipe; SANTOS, Paulo Penalva. Recuperação Judicial,

Extrajudicial e Falências: Teoria e prática. 3. ed. Rio de Janeiro. Forense, 2017.

SANTOS, Maurício. O Papel do Administrador Judicial. Disponível em:

judicial>. Acesso em: 11 dez. 2018.

TEIXEIRA, Tarcisio. Direito Empresarial Sistematizado: Doutrina, jurisprudência e

prática. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.