DEMOCRACIA ESCOLAR: O SENTIDO DA POLÍTICA EM HANNAH ARENDT

Geovanna Arrais Lopes

Resumo


O presente artigo tem como objeto de estudo a gestão democrática como uma prática política nas escolas públicas. Objetivando discutir o sentido da política em Hannah Arendt, enquanto representação da condição humana. Para tanto, a importância da contribuição do pensamento de autores como: Hannah Arendt ((2006), (2010); Brzezinski e Santos (2015); Dourado (2017); Bianchetti (2001); Azevedo (1997); Ball (et. al. 2016); dentre outros. O estudo está amparado nos conceitos dos autores que trabalham com a temática e na pesquisa de campo em uma escola estadual de Goiás. Conclui-se que, nesse modelo atual, a lógica de mercado está sempre presente nas propostas que atribuem às escolas a função de exercer capacidades para o exercício da cidadania. Palavras-Chave: Gestão democrática. Políticas educacionais. Projeto Político Pedagógico.


Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. O que é política? / {editora, Ursula Ludz}; tradução de Reinaldo Guarany. – 6ª ed. – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006. 240p.

______________. A Condição Humana. Tradução de Roberto Raposo; revisão técnica: Adriano Correia. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

______________. As origens do totalitarismo: anti-semitismo, instrumento de poder. Rio de Janeiro: Ed. Documentário, 1975;

______________. Sobre a revolução. São Paulo: Schwarcz, 1965.

AZEVEDO, Janete M. Lins. A educação como política pública. Campinas, SP: Autores associados, 1997.

ARISTÓTELES. A política. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

BALL, Stephen J.; MAGUIRRE, Meg; BRAUN, Annette. Como as escolas fazem as políticas: atuação em escolas secundárias. Tradução de Janete Bridon. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2016. 220 p.

V 5, N. 1, jan-dez. 2019

Revista Acadêmica Educação e Cultura em Debate

BIANCHETTI, Roberto G. Modelo neoliberal e políticas educacionais. 3 ed. São Paulo, Cortez, 2001.

BRZEZINSKI, Íria. Política: conceito complexo. Texto orientador das aulas de Políticas Educacionais 2018/1º semestre.

BRZEZINSKI, Íria; SANTOS, Cristiano Alexandre dos. Sentido e significados da política: ação e liberdade. – Brasília: Liber Livro, 2015.

CAMPOS, F.Itami. Ciência política. – Goiânia: Ed. Vieira, 2005.

CHAUÍ, Marilena. O que é ideologia. São Paulo: Brasiliense, 1987.

DALBÉRIO, Maria Célia Borges. Políticas educacionais e a gestão democrática na escola pública de qualidade. São Paulo: Paulus, 2009.

DOURADO, Luiz Fernandes. Plano nacional de educação: o epicentro das políticas de estado para a educação brasileira. Goiânia: Editora da Imprensa Universitária/ ANPAE, 2017.

FONTAINE ALDUNATE, A. Más allá del Leviatán. Revista de Estudios Públicos, Chile, 1980.

POPKEWITZ, Thomas (1997). Reforma educacional, uma política sociológica. Poder e conhecimento em educação (Porto Alegre: Artes médicas).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.