LITERATURA INFANTO-JUVENIL NA FORMAÇÃO DA IDENTIDADE: o caso de uma criança de 7 e outra de 10 anos

Edna Felipe de Paula

Resumo


RESUMO: O tema deste trabalho são ‘Literatura infanto-juvenil na formação da identidade: o caso de duas crianças de 7 e 10 anos’, com o foco no objeto ‘formação da identidade’. O objetivo é identificar os efeitos da aplicação de textos literários à vivência das duas crianças. A metodologia é uma investigação teórica e outra experimental. O referencial teórico está baseado nas contribuições de Bettelheim (2007); Lajolo e Zilberman (2004); Chevalier e Gheerbrant (1990); dentre outros. Os resultados apontam para o fato de que a aplicação de textos literários à vivência das crianças e adolescentes acelera o desenvolvimento da linguagem, estimula a formação de conceitos, valores, juízos críticos e, por consequência, a identidade, com os evidentes avanços no desenvolvimento cognitivo ao longo do tempo, obtidos por meio da observação das manifestações das duas crianças.

PALAVRAS-CHAVE: Literatura infanto-juvenil. Experimentação do texto literário. Estímulos à formação da identidade.


Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVICH, F. Literatura infantil: gostosuras e bobices. 5. Ed. São Paulo: Scipione, 2004.

BAKHTIN, M; VOLOCHÍNOV, V.N. Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo: Hucitec, 1999.

BETTELHEIM, B. A Psicanálise dos Contos de Fadas. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil, Res. CNE/CEB n. 5/2009.

CARVALHO, Barbara Vasconcelos. Literatura Infantil: visão histórica e critica. 2. ed. São Paulo, Ática, 1982.

COUTINHO, Maria Tereza da Cunha; MOREIRA, Mércia. Psicologia da Educação: um estudo dos processos psicológicos de desenvolvimento e aprendizagem humanos, voltado para a educação: ênfase nas abordagens interacionistas do psiquismo humano. Belo Horizonte: Formato Editorial, 2004.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de Símbolos. 2. ed., Rio de Janeiro: José Olympio, 1990.

LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. Literatura infantil brasileira: história e histórias. 6. ed. São Paulo: Ática, 2004.

NICOLA, José de. Literatura Brasileira: das origens aos nossos dias. São Paulo: Scipione, 1998. FARIA, Luiz Antônio de. Elaboração de questões: um desafio docente. In: Revista Acadêmica Unifan, ISSN 1808-1703, ano 3, n. 4, Jan./Jun. Aparecida de Goiânia: Faculdade Alfredo Nasser, (2006).

______ Minhoca. Aparecida de Goiânia: FACULDADE ALFRADO NASSER, jan. 2015.

______ Um conceito de currículo. Aparecida de Goiânia: FACULDADE ALFRADO NASSER, jan. 2015.

PIAGET, Jean. A equilibração das estruturas cognitivas. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

______. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. Rio de Janeiro: Zahar, 1971.

______. Seis estudos de psicologia; tradução Maria Alice Magalhães D’ Amorim e Paulo Sérgio Lima Silva 24.ed- Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.