A COLABORAÇÃO DO CORRÉU COMO MEIO DE INVESTIGAÇÃO DE PROVAS NOS TERMOS DA LEI Nº 9.807/1999.

Thaís Cristina Cristina Ferreira Borges

Resumo


O trabalho se propôs a discorrer sobre a colaboração do corréu como meio de investigação de prova, nos termos da lei no 9.807/1999, especificamente no que tange a sua aplicabilidade no ordenamento jurídico vigente. Foram observados alguns problemas relacionados à nomenclatura e o conceito do instituto. Fizemos algumas considerações iniciais e uma breve análise dos requisitos essenciais para a sua caracterização. Discutimos as críticas e contra-argumentos no que tange a sua constitucionalidade. E por fim, analisamos em breve síntese os meios de tutela do corréu colaborador e demos ênfase ao estudo da possibilidade de decretação e manutenção do sigilo do acordo homologado pela autoridade competente.

Texto completo:

PDF

Referências


BEERNAERT, Marie-Aude. De l´irrésistible ascension de « repentis» e «collaborateur de justice» dans le systéme pénal. v. 27. Déviance et Société: 2003

BOISVERT, Anna-Marie. La protection des collaborateurs de la justice: éléments de mise à jour de la politique québécoise. Bibliothèque nationale du Québec: junho, 2005.

BRUNO, Aníbal. Direito Penal. 3. ed. v.1. tomo I. Rio de Janeiro: Companhia Editora Forense, 1967.

CARVALHO, Natália Oliveira de. A Delação Premiada no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Lumen Juris, 2009.

ESTELLITA, Heloisa. A delação premiada para a identificação dos demais co-autores ou partícipes: algumas reflexões à luz do devido processo legal. Boletim IBCCRIM, ano 17, nº 202, setembro de 2009.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Minidicionário da Língua Portuguesa. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1985.

GOMES, Luiz Flávio. Lei de Drogas Comentada artigo por artigo: Lei 11.343/2006. Luis Flávio Gomes coordenação - 2. ed. rev., atual. e ampl. – São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2007

GRECO, Rogério. Curso de direito Penal: parte geral. 10.ed.rev. e atual. v.I. Rio de Janeiro: Editora Impetrus, 2008

JESUS, Damásio E. Direito Penal. 27 ed. ver. e atual. v.I. São Paulo: Saraiva 2003.

_______________. Estágio atual da "delação premiada" no Direito Penal brasileiro. Jus Navigandi, Teresina, ano 10, n. 854, 4 nov. 2005. Disponível em: . Acesso em: 17 jul. 2009

KOBREN, Juliana C. Pereira. Apontamentos a crítica à delação premiada no direito brasileiro. Texto extraído do site: http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=8105, acessado em 20/07/2009.

NUCCI, Guilherme de Souza. Leis Penais e Processuais Penais Comentadas – 3. Ed. rev. atual. e ampl. – São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2008

POITRAS. L. A., VIAU, L., PERREAULT, A., Pour une police au service de L´intégrité et de la justice, Rapport de la Commission d´enquête chargée de faire enquête sur la Sûreté du Québec, Sainte-Foy, Les Publications du Québec: 1998.

ROBALDO, José Carlos de Oliveira. Coleção Ciências Criminais. Luis Flávio Gomes e Rogério Sanches Cunha coordenação v.6 – São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2009

SILVA, De Plácito e. Vocabulário Jurídico. Atualizadores, Nagib Slaibi filho e Gláucia Carvalho. 26°ed. Rio de Janeiro: Forense, 2005.

TONINI, Paolo. A Prova no Processo Penal Italiano. Tradução de Alexandra Martins, Daniela Mróz – São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002


Apontamentos

  • Não há apontamentos.