A EDUCAÇÃO COMO APARELHO IDEOLÓGICO DE DOMINAÇÃO CAPITALISTA: A DISCIPLINA QUE DOCILIZA CORPOS E MENTES

Halana Joyce Souza de Oliveira

Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo analisar as relações de exploração do trabalho no mundo capitalista, discutir sobre o papel que a educação vem desempenhando neste cenário, como aparelho ideológico da classe dominante, assim como refletir acerca do real papel da educação frente às desigualdades impostas pela luta de classes no sistema capitalista. Buscarse-á, deste modo, por intermédio da leitura dos autores Marx (2004), Gramsci (2001) e Chauí (1984) pensar sobre a relação entre homem, trabalho e educação, a fim de desvelar a face oculta da escola enquanto mecanismo de transformação social pelo viés da alienação e da inculcação dos ideais dominantes como únicos vigentes, de modo que as condições sociais e materiais da classe dominada sejam enxergadas como imutáveis. Analisar-se-á, ainda, no contato com o pensamento de Freire (2005), Tonet (2016), Rodrigues (2007) e Althusser (2007), os meios pelos quais a escola pode configurar como mecanismo de redenção e/ou de autonomia frente às desigualdades impostas pelo capitalismo.

Palavras-Chave: Capitalismo. Educação. Trabalho. Alienação.


Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, Louis. Ideologia e aparelhos ideológicos do estado. Lisboa: Editorial presença, 2007.

BIAGOLINI, Carlos H. Começando Bem – Frases e pensamentos: pedagogia. São Paulo: Clube de Autores, 2009.

CHAUÍ, Marilene. O que é ideologia. São Paulo: Brasiliense, 1984.

ENGUITA, Mariano Fernández. A face oculta da escola. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. 41. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

______. Pedagogia do oprimido. 49. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Estruturas e Sujeitos e os fundamentos da relação trabalho e educação. In: LOMBARDI, J. C; SAVIANI, Dermeval; SANFELICE, José Luís. (Org.). Capitalismo, trabalho e educação. Campinas: Autores Associados, 2002.

GENTILI, Pablo. Três teses sobre a relação trabalho e educação em tempos liberais. In: LOMBARDI, J. C; SAVIANI, Dermeval; SANFELICE, José Luís. (Org.). Capitalismo, trabalho e educação. Campinas: Autores Associados, 2002.

Revista Acadêmica Educação e Cultura em Debate

V 5, N. 1, jan-dez. 2019

CONSIDERAÇÕES FINAIS

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Os intelectuais. O princípio educativo. Jornalismo. Volume 2, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

______. Manifesto comunista.São Paulo: Boitempo, 2005.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2004.

______.O Capital. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2011.

RODRIGUES, Alberto Tosi. Sociologia da educação. 6. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.

TONET, Ivo. Educação contra o capital. 3. ed. São Paulo: Instituto Lukács, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.