OS FATORES POSITIVOS E NEGATIVOS ENTRE A COMUNICAÇÃO DO DEPARTAMENTO CENTRAL DE ATENDIMENTO AO ALUNO JUNTO AOS ESTUDANTES DA FACULDADE ALFREDO NASSER, EM APARECIDA DE GOIÂNIA/GO

Letícia Gomes de Oliveira, Ludmila Louslene Soares, Ricardo Borges Capelli

Resumo


O vigente artigo discorre sobre a comunicação empresarial baseada no Departamento Central de Atendimento ao Aluno da Faculdade Alfredo Nasser. É um estudo que tem como objetivo identificar os possíveis fatores positivos e negativos na comunicação entre o Departamento Central de Atendimento ao Aluno, da Faculdade Alfredo Nasser, junto aos alunos que utilizam os serviços desta Instituição de Ensino. O presente trabalho científico refere-se, inicialmente à evolução da comunicação empresarial, as novas definições na gestão de se comunicar e parte do modo de se utilizar a comunicação nas organizações para obtenção de melhor desempenho dos funcionários no desenvolvimento das atividades profissionais na área de atuação. Adotando-se pesquisa bibliográfica, pesquisa de campo, aplicação de questionário, pesquisa quantitativa, cálculos estatísticos e tabulação de dados para a coleta de informações e dados precisos, para alcançar o objetivo proposto pelo trabalho. Demonstrou-se, então, que no Departamento Central de Atendimento ao Aluno há fatores positivos.  Percebe-se que o Departamento Central de Atendimento ao Aluno utiliza os procedimentos adequados, pois desenvolve a comunicação de forma eficiente junto aos alunos da instituição.


Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Fernando. E-mail que funciona. São Paulo: Nobel, 2006.

BATTISTONI FILHO, Duílio. Pequena história da arte. 3ª ed. Campinas: Papirus, 1989.

BORDENAVE, Juan Diaz. O que é comunicação. 22. Ed. São Paulo: Brasiliense, 1997.

CASHMORE, Ellis. ...E a televisão se fez. Tradução Sônia Augusto. São Paulo: Summus, 1998.

CESCA, Cleuza G. Gimenes; Comunicação dirigida escrita na empresa: teoria e prática. Ed Summus, São Paulo, 2005.

DEFLEUR, Melvin L.; BALL-ROKEACH, Sandra. Teorias da comunicação de massa. Tradução da 5. Ed. Norte-americana, Octavio Alves Velho. Rio de Janeiro: Zahar, 1993.

FACULDADE ALFREDO NASSER. Histórico da Faculdade Alfredo Nasser. Disponível em: . Acesso em: 11 fev. 2016

FACULDADE ALFREDO NASSER. Regimento Interno. Aparecida de Goiânia, 2013.

FLATLEY, Marie; RENTZ, Kathryn; LENTZ, Paula. Comunicação Empresarial. Tradução de Félix José Nonnenmacher. 2ª ed. São Paulo: AMGH Editora, 2015.

FORTES, Waldyr Gutierrez. Relações Públicas: processos, funções, tecnologia e estratégias. São Paulo: Summus, 2003.

GÄRDENFORS, Peter. De homo a sapiens: sobre a evolução do pensamento. Tradução de Renata Vieira. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2014.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Obtendo resultados com relações públicas. São Paulo: Pioneira, 1997.

LARSON, A. D. Estatística Aplicada. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2004.

MACHADO, Lourdes Marcelino; MAIA, Graziela Zambão Abdian; LABEGALINI, Andréia Cristina Fregate Baraldi. (Org.) Pesquisa em Educação: passo a passo. Marília: Edições M3T Tecnologia e Educação, 2007.

MALHOTRA, Naresh. Pesquisa em marketing: uma orientação aplicada. Tradução de Lene Belon Ribeiro e Monica Stefani. 6ª ed. São Paulo: Bookman, 2012.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. 7. Ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MATOS, Gustavo Gomes de. Comunicação empresarial sem complicação: como facilitar a comunicação na empresa, pela via da cultura e do diálogo. 2. ed. Barueri: Manole, 2009.

PARRY, Roger. A ascensão da mídia [recurso eletrônico]: a história dos meios e comunicação de Gilgamesh ao Google. Tradução de Cristiana Serra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

PAVANI, Cecília. (Org.). Jornal: (in) Formação e ação. Campinas: Papirus, 2002.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico [recurso eletrônico]: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. Ed. Novo Hamburgo: Freevale, 2013.

RODRIGUES, Antônio Paiva. Sua excelência: o rádio. São Paulo: Biblioteca 24 horas, 2009.

SALVADOR, Arlete. Para escrever bem no trabalho: do WhatsApp ao relatório. São Paulo: Contexto, 2015.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, Maria Julia Paes da; Comunicação tem Remédio. 11ª ed. São Paulo: Loyola; 2006

SILVEIRA, Elisabeth; MURASHIMA, Mary. Comunicação Empresarial. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2011.

SOUSA FILHO, Gilberto Farias de; ALEXANDRE, Eduardo de Santana Medeiros. Introdução à Computação. 2. Ed. João Pessoa: Editora da UFPB, 2014.

SOUZA ANDRADE, Cândido Teobaldo de. Como administrar reuniões. 4ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 2006.

TORQUATO, Gaudêncio. Comunicação nas organizações [recurso eletrônico]: empresas privadas, instituições e setor público. São Paulo: Summus, 2015.

VICCHIATTI, Carlos Alberto. Jornalismo: comunicação, literatura e compromisso social. São Paulo: Paulus, 2002.

WU, Tim. Impérios da comunicação: do telefone à internet, da at&t ao google. Tradução de Cláudio Carina. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.