DESCARTE ADEQUADO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS PROVENIENTES DA PRODUÇÃO DE UMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO

Audilá Braga Ribeiro Baleeiro, Eliane Dias Miranda, Hélcia Daniel da Silva, José Humberto da Silva

Resumo


O objetivo geral desse estudo é descrever a realização do descarte dos resíduos sólidos da produção de medicamentos de uma farmácia de manipulação, bem como investigar a Lei 12.305/ 2010, que trata o diagnóstico da destinação dos resíduos sólidos, identificando os pontos críticos e suas consequências advindas do descarte inadequado de resíduos sólidos da produção, e definir alternativas para o gerenciamento adequado dos resíduos. Diante disso, percebe-se que é indispensável um ajuste específico para que essa situação não se torne insustentável. É importante levar ao conhecimento do público de farmácia de manipulação com base em informações legais, quanto às suas responsabilidades no que se refere ao descarte de resíduos sólidos, principalmente quanto ao descarte correto de resíduos medicamentosos, protegendo assim a saúde da população e o meio ambiente. A metodologia empregada foi baseada em entrevistas qualitativas com coleta de dados, realizadas com uma farmacêutica específica de uma farmácia de manipulação, responsável pela a aquisição do plano de gerenciamento de resíduos sólidos, dentro da organização. Objetivou-se descrever com a entrevista o processo de gerenciamento dos resíduos, as implicações do descarte inadequado e como são feitos esses descartes. Conclui-se que existem problemas que apenas, poderão ser resolvidos com a colaboração de todos os envolvidos na questão do descarte adequado de resíduos sólidos.

Texto completo:

PDF

Referências


AMOÊDO, Semirian Campos. Características ambientais e identificação de impactos em farmácia de manipulação: Estudo de caso. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso – Especialização em Gestão Ambiental, Centro Universitário Claretiano, Porto Velho, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2016.

ARIZA, B, G. Gestão e gerenciamento de resíduos de serviço de saúde dos grupos “a”, “b” e “e” no estado Goiânia – GO. Dissertação (Programa de Pós Graduação de Engenharia de Meio Ambiente da Escola de Engenharia Civil e Ambiental) - Universidade Federal de Goiás, 2015. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

AUGUSTIN, S; RODRIGUES, I, N; LEONARDELLI, P, P. A influência da densidade populacional no desenvolvimento sustentável: estudos jurídicos e sociais. Bibliografia (Fundação Universidade de Caxias do Sul) - Caxias do Sul, RS: 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

BACHA, M. L.; SANTOS, J. ; SCHAUN, A. Considerações teóricas sobre o conceito de Sustentabilidade. In: VII SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia – 2010. Disponível em: < http://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos10/31_cons%20teor%20bacha.pdf>. Acesso em: 04 mai. 2016.

BATISTA, B, D, V.; O reconhecimento do direito ao desenvolvimento sustentável: estudos jurídicos e sociais. Bibliografia (Fundação Universidade de Caxias do Sul) - Caxias do Sul, RS: 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016

BELEI, R. A.; TAVARES, M. S.; PAIVA, N. S. Lixo hospitalar: qual o verdadeiro perigo? Journal of Health Sciences, v. 2, n. 1, 2000. Disponível em: < http://www.pgsskroton.com.br/seer/index.php/biologicas/article/view/1759>. Acesso em: 10 mar. 2016.

BRASIL. Lei Nº 12.305, De 2 De Agosto De 2010. Institui A Política Nacional De Resíduos Sólidos; Altera A Lei Nº 9.605, De 12 De Fevereiro De 1998; E Dá Outras Providências. Diário Oficial Da União, Brasília, DF, Nº 147, Seção 1, P. 3-7, 3 Ago. 2010. Disponível em: < http://fld.com.br/catadores/pdf/politica_residuos_solidos.pdf> Acesso em 10. Mar. 2016.

BRASIL. Lei n° 12.305, de 2 de agosto de 2010. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2016.

BRASIL. Resolução ANVISA - RDC 306, de 7 de dezembro de 2004. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde. 1 Disponível em: < http://novoportal.anvisa.gov.br/pagina-inicial> Acesso em: 10.mar. 2016.

BRASIL. Resolução COMANA 358, de 29 de abril de 2005. Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e dá outras providências. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=462>. Acesso em: 10 mar. 2016.

BUENO, C. S; WEBER, D; OLIVEIRA, K. R.. Farmácia caseira e descarte de medicamentos no bairro Luiz Fogliatto do município de Ijuí – RS. Rev Ciência Farmacêutica Básica Apl. 30(2):75-82 ISSN 1808-4532, 2009. Disponível em: < http://bdm.unb.br/bitstream/10483/10923/1/2015_HayssaMoraesPintelRamos.pdf>. Acesso em: Acesso em: 10 mar. 2016

CASTRO NETO, J. G. EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE: O perfil de duas escolas da rede particular de ensino na cidade de Montes Claros/ MG – 2011. Disponível em: . Acesso em: 27. Abr. 2016.

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e dá outras providências. Resolução CONAMA nº. 5, de 5 de agosto de 1993. Disponível em: Acesso em: 06 abr. 2016.

DONAIRE, D. Gestão ambiental na empresa. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1999.Disponível em: < 200.232.30.99/download.asp?file=v4304289.pdf>. Acesso em 06. abr. 2016.

ESCRIVÃO, G; NAGANO, M. S; ESCRIVÃO FILHO, E.; A gestão do conhecimento na educação ambiental. 2011. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/pci/v16n1/a06v16n1>. Acesso em: 27 abr. 2016.

GIL, Antonio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GUIMARÃES, Ives Pacceli Negreiros et al. Problemática ambiental das farmácias de Manipulação da cidade de Natal/RN. In: 23º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2005. Anais da ABES - Associação Brasileira de Engenharia Sanitária E Ambiental. Natal, 2005. Disponível em: < http://www.bvsde.paho.org/bvsacd/abes23/VII-012.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2016.

HOPPE, T. R. G.; ARAUJO, L. E. B. Contaminação do meio ambiente pelo descarte inadequado de medicamentos vencidos ou não utilizados. Monografias Ambientais, v. 6, n. 6, p. 1248-1262, 2012. Disponível em: < http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/remoa/article/view/4627/2971> Acesso em: 10 mar. 2016.

LAKATOS, E & MARCONI, M. Fundamentos de Metodologia Científica. 3ª edição revista e ampliada. São Paulo, Atlas, 1991. Disponível em: < www.institutounipac.com.br/.../METODOLOGIA%20DA%20PESQUISA%20TEXTO.>. Acesso em: 06. mar. 2016.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2007. Disponível em: < http://www.ucamprosaber.com.br/avapos/material/comum/n/05_metodologia_trabalho_cientifico.pdf>. Acesso em: 06 mar. 2016.

MAZZER, C; CAVALCANTI, O, A. Introdução à gestão ambiental de resíduos – Artigo- 2004 Disponível em: . Acesso em 10 mar. 2016.

MELO A S P. Planejamento e controle da produção em farmácia com manipulação: estudo de caso em instituição pública. 105 f. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Gestão) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2009. Disponível em: http://docplayer.com.br/2185858-Adriana-silveira-pereira-de-melo-planejamento-e-controle-da-producao-em-farmacia-com-manipulacao-estudo-de-caso-em-instituicao-publica.html. Acesso em: 14 mar. 2016.

MORILHAS, L. J. O estágio emergente das práticas ambientais no desenvolvimento de produtos das organizações inovadoras: um estudo exploratório. 234 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, USP, São Paulo, 2007. Disponível em: . Acesso em: 03 abr. 2016.

MORO, L. D. et al. Implantação do PGRSS em uma drogaria e uma farmácia de manipulação no município de Marau, RS.Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, Florianópolis, v. 4, n. 2, out. 2015/mar. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2016.

NICOLELLA, G; MARQUES, J. F; SKORUPA, L, A. Artigo: Sistema de Gestão Ambiental: aspectos teóricos e análise de um conjunto de empresas da região de Campinas, SP, 2004. Disponível em: < http://www.cnpma.embrapa.br/download/documentos_39.pdf>. Acesso em: 27 abr. 2016.

OLÍVIO, D. H. V; CARVALHO, J. L; BIANCARD, L; GALLO, Z. A ética do consumo. Scientia FAER, Olímpia - SP, Ano 2, Volume 2, 1º Semestre. 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

SARTORE, Simone; LATRÔNICO, Fernanda; CAMPOS, Lucila M. S. Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável: Uma taxonomia no campo da literatura. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v.XVII, n. 1, p. 1-22, jan./mar. 2014. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/asoc/v17n1/v17n1a02.pdf >. Acesso em: 02 abr. 2016.

SCHALCH, V; LEITE, W, C, A; JÚNIOR, J, L, F; CASTRO, M, C, A, A. GESTÃO E GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS - 2002. Disponível em: . Acesso em: 27 abr. 2016.

SHIGUNOV NETO, A.; CAMPOS, L. M. de S. A Gestão Ambiental nos cursos de Administração: discussões preliminares sobre sua importância. R. Adm. Cesusc, Florianópolis, n.2, jul./ dez. 2007. Disponível em: < http://virtual.cesusc.edu.br/portal/externo/revistas/index.php/administracao/article/viewFile/101/91>. Acesso em: 03 abr. 2016

SILVA, C. M. Gerenciamento de resíduos sólidos gerados em laboratório de análises clínicas na cidade de Ribeirão Preto – SP, 2007: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) – Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2016.

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL [recurso eletrônico]: estudos jurídicos e sociais / org. Belinda Pereira da Cunha, Sérgio Augustin. - Dados Eletrônicos- Caxias do Sul, RS: Educs, 2014. Apresenta bibliografia. Vários autores. Modo de acesso: World Wide Web. ISBN 978-85-7061-746-0 CDU2.ed.: 504.011(0.034.1). Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

TAKADA, A. C. S. O plano de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde e o direito do trabalhador. 35 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Direito Sanitário, Escola Nacional de Saúde Pública, Brasília, 2003. Disponível em: < http://www.bvsde.paho.org/bvsacd/cd49/agda.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2016.

TAUCHEN J. & BRANDLI L.; A Gestão Ambiental em Instituições de Ensino Superior: Modelo para implantação em Campus Universitário. Gestão & Produção, v.13, n.3, set./ dez. 2006. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/gp/v13n3/11>. Acesso em: 03 abr. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.