GENES DE VIRULÊNCIA EM Helicobacter pylori: COMPONENTES ESTRUTURAIS E MÉTODOS DE DETECÇÃO

Jessica Alves Rodrigues, Natália Alves Pires de Campos, Bruno Batista dos Santos, Amanda Ferreira Paes Landim, Jaqueline Correia Pontes, Lucas Luiz de Lima Silva, Ana Karoline Silva Oliveira, Silvana Barbosa Santiago, Lílian Costa Carneiro, Mônica Santiago Barbosa

Resumo


RESUMO: Helicobacter pylori é uma bactéria Gram negativa que coloniza a mucosa gástrica humana, tem sido associada com gastrites, úlceras e é um importante fator de risco para o desenvolvimento do câncer gástrico. A infecção pelo microrganismo depende não só de fatores ambientais, mas também de fatores genéticos do hospedeiro e da bactéria. Assim, fatores de virulência produzidos por H. pylori, têm sido alvo de várias pesquisas científicas, tais como o gene cagA, que codifica uma citotoxina associada A e está envolvido com aumento do processo inflamatório; o gene vacA que codifica uma citotoxina vacuolizante; o gene babA que codifica uma proteína de adesão bacteriana que se liga ao antígeno Lewis-b , e os genes dupA, sabA e oipA que parecem envolvidos no desenvolvimento de úlceras duodenais e adesão da bactéria ao epitélio gástrico. Assim, o presente trabalho teve como objetivo analisar e descrever os fatores de virulência de H. pylori, bem como relatar os diferentes métodos de identificação dos genes de virulência. Trata-se de uma revisão bibliográfica, onde o levantamento de dados foi realizado através de artigos científicos oriundos das bases de dados indexadas. Os resultados demonstram a associação dos genes de virulência da bactéria com diversas patologias gástricas, contudo, o estudo deve ser estendido, com a elaboração de estudos de meta análise, bem como estudos de análise molecular para avaliar a frequência desses genes de virulência em diversas populações e associa-los as diferentes formas clínicas encontradas em pacientes dispépticos.

 

Palavras chave: Fatores de virulência, diagnóstico molecular, mucosa gástrica, patologias.


Texto completo:

PDF

Referências


ABADI, A.T.B; PEREZ-PEREZ, G. Role of dupA in virulence of Helicobacter pylori. World J Gastroenterology, [S.L], v. 22, n. 46, p. 10118–10123, 2016.

BARBOSA, J. A.; SCHINONNI, M. I. Helicobacter pylori: Associação com o câncer gástrico e novas descobertas sobre os fatores de virulência. Rev. de Ciências Médicas e Biológicas, v. 10, n. 3, p. 254-262, 2011.

BONECA, I.G, et al. A revised annotation and comparative analysis of Helicobacter pylori genomes. Nucleic Acids Res.,Oxford, v.31, n.6, p.704–1714, 2003.

BRUCE E. DUNN, HARTLEY COHEN, AND MARTIN J. BLASER. Helicobacter pylori Clinical Microbiology Reviews, Vol. 10, No. 4 , p. 720–741, 1997.

DADASHZADEH, K.; PEPPELENBOSCH, M. P.; ADAMU, A.I. Helicobacter pylori Pathogenicity Factors Related to Gastric Cancer. Canadian Journal of Gastroenterology and Hepatology, v. 2017, n. 7942489, p. 1-6, 2018.

FERREIRA, A.W. Diagnóstico Laboratorial das Principais Doenças Infecciosas e Autoimunes. 3 ed. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan, 2013.

FRENCK R.W.; CLEMENS J. Helicobacter in the developing world. Microbes Infect, v.5: p.705-713, 2003.

FRUGIS S, et al. Prevalência do Helicobacter pylori há dez anos comparada com a atual em pacientes submetidos à endoscopia digestiva alta. Arq Bras Cir Dig, v.20 n.3, p.151-154, 2016.

GASCHE, C, et al. Oxidative stress increases frameshift mutations in human colorectal cancer cells. Cancer Res, v.61 p.7444 - 448, 2001.

GUIMARAES, J; CORVELO, T. C; BARILE, K. A. Helicobacter pylori: fatores relacionados à sua patogênese. Rev. Para. Med., Belém, v. 22, n. 1, p. 33-38, 2008.

GRAHAM, D. Y. Benefits from elimination of Helicobacter pylori infection include major reduction in the incidence of peptic ulcer disease, gastric cancer, and primary gastric lymphoma. Preventive Medicine. v. 23, p. 712-716, 1994.

HUANG, X, et al. Relationship between the iceA gene of Helicobacter pylori and clinical outcomes. Ther Clin Risk Manag, [S.L], v. 12, n. 7, p. 1085–1092, 2016.

KANNA, S.; MARADEY-ROMERO, C.; FASS, R. Diagnostic Testes for Helicobacter pylori. Gastroenterology & Endoscopy News, p. 51-58, 2013.

KODAIRA, M.S.; ESCOBAR, A.M.U; GRISI, S. Aspectos epidemiológicos do Helicobacter pylori na infância e adolescência. Revista Saúde Pública, v. 36, p. 356- 369, 2002.

LADEIRA, M. S. P; SALVADORI, D. M. F; RODRIGUES, M. A. M. Biopatologia do Helicobacter pylori. J. Bras. Patol. Med. Lab., v. 39, n. 4, p. 335-342, 2003.

LIMA, P. V.; RABENHORST, S. H. B; Genes Associados à Virulência de Helicobater Pylori. Revista Brasileira de Cancerologia. v.55, n. 4, p. 389-396. 2009.

MATSUNARI. O, et al. Association between Helicobacter pylori virulence factors and gastroduodenal diseases in Okinawa, Japan. Journal of clinical microbiology, v. 50, n. 3, p. 876- 883, 2012.

MURRAY, P. R.; ROSENTHAL, K. S.; PFALLER, M.A. Microbiologia medica. 6. ed. Rio de Janeiro (RJ): Elsevier, 2009.

MOBLEY, H.L.T.; MENDZ G.L.; HAZELL S.L. Helicobacter pylori: Physiology and Genetics. Washington (DC): ASM Press, 2001.

MAZZOLENI, L. E, et al. Tratamento e retratamento do Helicobacter pylori. Revista Brasileira de Medicina, v. 67, n. 5, p. 153-164, 2010.

MENEZES, G. D. L, et al. Aplicações da Biologia Molecular no Diagnóstico de Helicobacter Pylori: Revisão da Literatura. Saúde, v. 1, n. 01, p. 132-140, 2015.

NIEDERLE, R.; MOREIRA, A. C. O PERIGO PODE ESTAR NO ESTÔMAGO: Helicobacter pylori. Aspectos Epidemiológicos, Patológicos, de Tratamento e Preventivos. Revista Contexto & Saúde, v. 10, n. 19, p. 59-66, 2013.

NOVAIS, C. M.; PIRES-ALVES, M.; SILVA, F. F. PCR em tempo real. Revista Biotecnologia Ciência e Desenvolvimento, v. 33, p. 10-13. 2004.

PETERSON, W. L. Review article: Helicobacter pylori and gastric adenocarcinoma. Aliment. Pharmacol. Ther. v. 57 ,p. 607–611, 2013.

PORTELA; RABENHORST, S. B. Genes Associados à Virulência de Helicobacter Pylori. Revista Brasileira de Cancerologia, Fortaleza, v. 4, n. 55, p. 226-230, 2018.

RAMIS, I. B, et al. CagE as a biomarker of the pathogenicity of Helicobacter pylori. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, v. 46, n. 2, p. 37-45, 2013.

ROSSETTI, M. L, et al. Doenças infecciosas: Diagnóstico Molecular. 1ª ed. Editora Guanabara Koogan, 2006.

SALAMA, N, et al. A whole-genome microarray reveals genetic diversity among Helicobacter pylori strains. PNAS, Stanford, v. 97, n. 26, p. 14668–14673, 2000.

SOZZI M, et al. Heterogeneity of cag genotypes and clinical outcome of Helicobacter pylori infection. J Lab Clin Med. v.146 p.262 – 270, 2005.

TOMB, J. F, et al. The complete genome sequence of the gastric pathogen Helicobacter pylori. Nature international journal of science, 1997.

TRINDADE L. M. D. F., et al. Prevalence of Helicobacter pylori Infection in Samples of Gastric Biopsies. Gastroenterol Res v.10 n.1 p. 33-41, 2017.

YAMAOKA, H. Roles of Helicobacter pylori BabA in gastroduodenal pathogenesis. World J Gastroenterol, v.27, n. 14, p. 4265–4272, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.