TENTATIVA DE SUICÍDIO POR INTOXICAÇÃO EXÓGENA, NO PERÍODO DE 2009 A 2014, ARAUCÁRIA/PR: UM OLHAR SOBRE A VIOLÊNCIA

Leoni Vanderléa Machado, Marcelo Elias Pereira

Resumo


Este artigo apresenta o perfil das vítimas de tentativas de suicídio por intoxicações exógenas ocorridas em Araucária/PR, de 2009 a 2014. Estudo epidemiológico ecológico, onde as unidades de análise foram notificações por intoxicação exógena cuja circunstância fosse Tentativa de Suicídio. Os dados coletados junto ao SINAN NET. As mulheres praticaram 72% dessas tentativas de suicídio. A prevalência foi entre indivíduos de 20 a 59 anos (70%) e, adolescentes (20%). Os agentes mais utilizados foram os medicamentos (77%) e agrotóxicos (17%). O óbito por intoxicação exógena teve porcentagem maior para os homens, especialmente pelo agrotóxico. As taxas de tentativas de suicídio por intoxicações exógenas em Araucária/PR, tem se mostrado altas quando comparadas às demais instâncias. O desafio às equipes de saúde publica municipal consiste em delinear estratégias que previnam as tentativas e suicídios, buscando detectar e atender precocemente os indivíduos que se utilizam da intoxicação exógena para abreviação da vida, prática esta considerada violência autoprovocada.

 

Palavras-chave: Intoxicação exógena. Tentativa de suicídio. Suicídio. Vigilância epidemiológica

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Saúde. Suicídios consumados e tentativas notificadas no Brasil. In: Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde. Saúde Brasil 2014: uma análise da situação de saúde e das causas externas. Brasília: Ministério da Saúde, 2015. p.327-42.

______. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Instrutivo para preenchimento da ficha de notificação de violência interpessoal/autoprovocada. Brasília: Ministério da Saúde, 2014a.

______. Ministério da Saúde. Portaria N° 1.271, de 06 de junho de 2014. Brasília: Diário Oficial da União, p.67, 09 jun. 2014b. Seção 1.

______. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Nota Técnica Informativa sobre registro e notificação compulsória de doenças e agravos – n º 01, de 12 de agosto de 2014. Brasília, 2014c.

______. Fundação Oswaldo Cruz. Instituto da Comunicação e Informação Científica e Tecnologia em Saúde. Casos Registrados de Intoxicação Humana por Agente Tóxico e Circunstância. Brasil, 2013. Sistema Nacional de Informação Tóxico-Farmacológica – SINITOX. Disponível em:

Acesso: 19/07/2016.

______. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução Nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília: Diário Oficial da União, n. 12, p. 59, 13 jun. 2013. Seção 1.

______. Ministério da Saúde. Portaria N° 1.876, de 15 de agosto de 2006. Brasília: Diário Oficial da União, p.65, 15 ago. 2006. Seção 1.

JEYARATNAM J. Acute pesticide poisoning: a major global health problem. World Health Stat Q. v.43, n.3, p.139-44, 1990.

LOVISI, G.M. et al. Análise epidemiológica do suicídio no Brasil entre 1980 e 2006. Revista Brasileira de Psiquiatria. n. 31 (Suppl 2):S86-93, 2009.

MINAYO, M.C. Suicídio: violência autoinfligida. In: Secretaria de Vigilância em Saúde, Ministério da Saúde. Organizador. Impactos da violência na saúde dos brasileiros. Brasília: Ministério da Saúde; 2005. p. 205-33.

OLIVERIA. E. N, et al. Tentativa de suicídio por intoxicação exógena: contexto de notificações compulsórias. Revista Eletrônica Gestão & Saúde. v.6, n. 3, p:2497-11, 2015.

OLIVEIRA, M.L.F., et al. Sistema de notificação de intoxicações: desafios e dilemas. In: PERES, F; MOREIRA, JC., orgs. É veneno ou é remédio agrotóxicos, saúde e ambiente. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2003. p. 303-315.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Relatório mundial sobre violência e saúde. Genebra, 2002.

SANTOS, S.A. et al. Suicídios e tentativas de suicídios por intoxicação exógena no Rio de Janeiro: análise dos dados dos sistemas oficiais de informação em saúde, 2006-2008. Revista Brasileira de Epidemiologia. v.16, p:376-87, 2013.

SANTOS, S. A. A. Aplicando o método de relacionamento de dados para o monitoramento das tentativas de suicídio por intoxicação exógena no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: UFRJ/ Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, 2012.

SOUZA, E. R.; MINAYO, M.C.; MALAQUIAS, J. V. Violência no trânsito: expressão da violência social. In: Secretaria de Vigilância em Saúde, Ministério da Saúde. Organizador. Impactos da violência na saúde dos brasileiros. Brasília: Ministério da Saúde; 2005. p. 279-97.

World Health Organization. Preventing suicide: a global imperative. Geneva, 2014. Disponível em: Acesso em: 01 Ago. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.