APLICAÇÕES DA BIOLOGIA MOLECULAR NO DIAGNÓSTICO DE HELICOBACTER PYLORI: REVISÃO DA LITERATURA

Gabriela de Lima Menezes, Roger Luiz Rodrigues, Hemelly Faria Nascimento, Andressa Rodrigues Lopes, Wanessa Cristina Soares, Jéssica Caraiola Nevoa, Silvana Barbosa Santiago, Mônica Santiago Barbosa

Resumo


Helicobacter pylori (H. pylori) é uma bactéria gram-negativa que acomete aproximadamente 90% população mundial e apresenta maior prevalência em países em desenvolvimento. Essa bactéria é responsável por desencadear patologias no estômago humano tais como gastrite, úlcera e adenocarcinoma gástrico. Atualmente destacam-se os métodos de diagnóstico utilizando tecnologias da biologia molecular tais como PCR (Polymerase Chain Reaction) e hibridização fluorescente in situ (FISH). O diagnóstico por PCR convencional, assim como suas variantes, consiste na amplificação de uma sequência específica de DNA da bactéria. Por outro lado, a técnica de FISH é baseada na hibridização de sequências específicas de rRNA da bactéria com sondas de DNA marcadas por fluorescência. Os métodos moleculares são usados no diagnóstico de infecções por H. pylori por serem os métodos mais sensíveis, específicos e rápidos, além de permitir análises de sua virulência e resistência a medicamentos. Nesse sentido, o presente trabalho tem o objetivo de destacar a aplicação da biologia molecular no diagnóstico de H. pylori com enfoque na PCR, visto que o emprego dessa ferramenta permite um diagnóstico mais rápido, simples e eficaz. O estudo trata-se de uma revisão bibliográfica descritiva. A pesquisa foi realizada em bases de dados científicas utilizando como principais descritores: H. pylori; ferramentas moleculares; diagnóstico. Foi possível observar uma anuência progressiva do uso das ferramentas moleculares para detecção e caracterização de H. pylori, determinando uma nova fase para o diagnóstico laboratorial do micro-organismo.

PALAVRAS CHAVES: H. pylori. Ferramentas moleculares. Diagnóstico.


Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, J. A.; SCHINONNI, M. I. Helicobacter pylori: Associação com o câncer gástrico e novas descobertas sobre os fatores de virulência. Revista de Ciências Médicas e Biológicas, v. 10, n. 3, p. 254-262. 2011.

CEQUEIRA, L. et al. Validation of a Flourescence In Situ Hybridization Method Using Peptide Nucleic Acid Probes for Detection of Helicobacter pylori Clarithromycin Risistance in Gastric Biopsy Specimens. Journal of Clinical Microbiology, v. 51, n. 6, p. 1887-1893, jun. 2013

FERREIRA, Antônio Walter. Diagnóstico Laboratorial das Principais Doenças Infecciosas e Autoimunes. 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013.

GARZA-GONZÁLEZ, E. et al. A review of Helicobacter pylori diagnosis, treatmente, and methods to detect eradication. World Journal of Gastroenterology, v. 20, n. 6, p. 1438-1449. 2014.

KANNA, S.; MARADEY-ROMERO, C.; FASS, R. Diagnostic Testes for Helicobacter pylori. Gastroenterology & Endoscopy News, p. 51-58, out. 2013

MATSUNARI, O. et al. Association between Helicobacter pylori virulence factors and gastroduodenal diseases in Okinawa, Japan. Journal of clinical microbiology, v. 50, n. 3, p. 876-883, mar. 2012.

MAZZOLENI, L. E.; MAZZOLENI, F. Tratamento e retratamento do Helicobacter pylori. Revista Brasileira de Medicina, v. 67, n. 5, p. 153-164, mai. 2010.

MEINE, G. C., ROTA, C., DIETZ, J. SEKINE, S., PROLLA, J. C. Relationshio between caga-positive Helicobacter pylori infection and risk of gastric cancer: a case control study in Porto Alegre, RS, Brazil. Arq. Gastroenterol., São Paulo, v. 48, n. 1, p. 41-45. 2011.

MONCAYO-ORTIZ, J. I. et al . EVALUACIÓN DE DIFERENTES PRUEBAS PARA EL DIAGNÓSTICO DE H. PYLORI. Investig. andina, Pereira , v. 13, n. 23, set. 2011.

MULLIS, K. B. Target amplification for DNA analysis the polymerase chain reaction. Ann Biol Clin, v. 48, n. 8, p. 579-582. 1990.

NEVES, S. M. N.. GUEDES, R. M. C. Flourescent in situ hybridization: basic princiles and perspectives for diagnosing infectious diseases in veterinary medicine. Arq. Insti. Biol., São Paulo, v. 79, n. 4, p. 627-632, oct./dez. 2012.

NIEDERLE, R.; MOREIRA, A. C. O PERIGO PODE ESTAR NO ESTÔMAGO: Helicobacter pylori–Aspectos Epidemiológicos, Patológicos, de Tratamento e Preventivos. Revista Contexto & Saúde, Ijuí, v. 10, n. 19, p. 59-66, jul./dez. 2013.

NOVAIS, C. M.; PIRES-ALVES, M.; SILVA, F. F. PCR em tempo real. Revista Biotecnologia Ciência e Desenvolvimento, v. 33, p. 10-13. 2004.

PAIVA-CAVALCANTI, M; REGIS-DA-SILVA, CG; GOMES, YM. Comparison of real-time PCR and conventional PCR for detection of Leishmania (Leishmania) infantum infection: a mini-review. J. Venom. Anim. Toxins incl. Trop. Dis, Botucatu , v. 16, n. 4, p. 537-542. 2010.

RAMIS, I. B. et al. Evaluation of diagnostic methods for the detection of Helicobacter pylori in gastric biopsy specimens of dyspeptic patients. Braz. J. Microbiol., São Paulo, v. 43, n. 3, p. 903-908, jul./dez. 2012.

RODHEN, G., CHIELLE, E. O., CASAGRANDA, L. C. Prevalência de Helicobacter pylori em pacientes dispépticos submetidos à endoscopia digestiva alta por meio do teste de urease em consultório médico no município de São Miguel do Oeste, SC. Unoesc & Ciência – ACBS, Joaçaba, v. 2, n. 1, p. 83-90. 2011.

ROSSETTI, M.L. et al., Doenças infecciosas : Diagnóstico Molecular. 1ª ed. Editora Guanabara Koogan, 2006 236p. SAMBROOK,J.; FRITSCH,E.F.; & MANIATIS, T. Molecular cloning: a laboratory manual. Cold Spring Harbor Laboratory Press, New York, vols. I,II and III, 1989


Apontamentos

  • Não há apontamentos.