BIOFÁRMACOS: DA PESQUISA AO MERCADO: UMA REVISÃO DA LITERATURA

Conceição Zulmira Gomes de Sousa Brandão, José Natal de Souza

Resumo


RESUMO: Um Medicamento Biológico, biofármaco é definido como um fármaco, cuja substância ativa é de origem Biológica. São considerados Medicamentos Biológicos os medicamentos imunológicos e medicamentos derivados do sangue e plasma humanos, os medicamentos desenvolvidos por meio de processos biotecnológicos e medicamentos de terapia avançada. O objetivo deste trabalho foi destacar as principais vantagens e desvantagens de ser fazer uso desses medicamentos, mostrar as diferenças existentes entre os medicamentos biológicos e o de síntese química, levantar dados de seu mercado mundial e nacional e destacar os biofármacos mais importantes que já se vem fazendo uso para tratamento de inúmeras doenças. Estes medicamentos tem se mostrado altamente específicos e muitos eficazes. Foi realizado um levantamento bibliográfico que Segundo Marconi e Lakatos (1992), a pesquisa bibliográfica é o levantamento de toda a bibliografia já publicada, em forma de livros, revistas, publicações avulsas e imprensa escrita. A sua finalidade é fazer com que o pesquisador entre em contato direto com todo o material escrito sobre um determinado assunto, auxiliando o cientista na análise de suas pesquisas ou na manipulação de suas informações. Ela pode ser considerada como o primeiro passo de toda a pesquisa científica. Conforme dados levantados no decorrer deste trabalho, os medicamentos biológicos são desenvolvidos para inativar mecanismos específicos que ocorrem em determinadas doenças, sendo muito mais precisos e seletivos do que os medicamentos convencionais. Em relação à saúde dos pacientes, os biofármacos agem de forma mais especifica.

Palavras-chave: Biofármacos. Medicamentos biológicos. Biotecnologia.


Texto completo:

PDF

Referências


ALARIO, Dante; FALCI, Marcio; LAGES, Nicolau. Biofármacos: um horizonte de oportunidades. Facto Abifina, Rio de Janeiro. Out-Nov-Dez. 2013. Disponível em: http://www.abifina.org.br/arquivos/revistas/facto38.pdf. Acesso em 20 abr. 2015.

APIFARMA. Position paper biossimilares. p. 1-12. 2013.

BENAVIDE, Verônica Gabriela. Panorama sobre alguns entraves e desafios na produção nacional de biofármacos. 44f. Dissertação (Pós graduação latu sensu, especialista em tecnologias industrias farmacêuticas)- Fiocruz, Rio de Janeiro, 2013.

CARDOSO, Florentino. Medicamentos Biológicos na Prática Médica: A importância dos medicamentos biológicos. 1. ed. São Paulo: AMB, 2013.

CARIA, Sara Joana Figueiredo. Medicamentos Biossimilares. 76f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal, 2014.

CARREIRA, Ana Claudia Oliveira; LEVIN, Gabriel; COELHO, Tatiane Maldonado, BELCHIOR, Gustavo Gross; SOGAYAR, Mari Cleide. Biofármacos: sua importância e as técnicas utilizadas em sua produção. Genética na Escola. São Paulo, vol.8, n. 2, 2013.

COELHO, Nelson. Biofármacos: um horizonte de oportunidades. UPpharma, Campos Belo, n. 142, Set/Out. 2013. Disponível em: http://dpm.srv.br/revista/142/142.pdf. Acesso em 19 abr. 2015.

EMEA. Guideline on immunogenicity assessment of biotechonology – derived therapeutic proteins. European Medicines Agency, pp. Disponível em: http://www.ema.europa.eu/docs/en_GB/document_library/Scientific_guideline/2015/10/WC500194507.pdf. Acesso em 24 abr. 2015.

ERNST & YOUNG. Beyond Borders: Global Biotechonology Report, 2007. Disponível em: https://www.biocity.co.uk/file-manager/Group/reports2007/2007-beyondborders.pdf. Acesso em 24 abr. 2015.

FARDELONE, Lucídio Cristóvão; BRANCHI, Bruna Ângela. O setor de biofármacos e as oportunidades para o Brasil. Revista da FAE, Curitiba: v.9, n. 2, p. 29-38, 2006.

FERREIRA, M. M. Medicamentos Biológicos: vacinas, derivados do sangue, de biotecnologia. In: SIMPÓSIO “A QUALIDADE E A SEGURANÇA DOS MEDICAMENTOS”, 2004, Anais eletrônicos... INFARMED ONLINE, 2004. Disponível em: https://www.infarmed.pt/pt/noticias_eventos/eventos/ev_11_10_2004/apresentacoes/Tarde/MargaridaMFerreira.pdf. Acesso em: 20 abr. 2015.

FONSECA, Karina de Figueiredo. A produção de biofármacos a partir de animais transgênicos: um estudo sobre a eritropoietina alfa humana recombinante. 54f. Dissertação (Especialização em Laboratório e Biodiagnóstico em Saúde) - Fiocruz, Rio de Janeiro. 2006.

HOFFMAN, David; BERGER, Marion. Statistical for calculation of immunogenicity screening assay cut points. Journal of Immunological Methods, v. 373, p. 200-208, 2011.

IAPO. Medicamentos Biológicos e biossimilares. 2013. Figura 1. Etapas na produção de um medicamento biológico. Tabela 1. Diferenças entre medicamentos sintéticos tradicionais e biológicos. Disponível em: https://www.iapo.org.uk/sites/default/files/files/IAPO_Biosimilars_Quick_Guide_PT.pdfAcesso 15 mar. 2015.

LAGE, Augustín. Global Pharmaceutical Development: critical issues of ethic and equity. Medicc Review, v. 13, 2011. Acesso em 15 mar. 2015.

LAKATOS, E. Maria; MARCONI, M. de Andrade. Fundamentos de Metodologia Científica: técnicas de pesquisa. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MADEIRA, Luciana S.; BORSCHIVER, Suzana; PEREIRA-JUNIOR, Nei. Identificação de Biofármacos para produção no Brasil. Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: http://www.iiis.org/CDs2011/CD2011CSC/CIIIT_2011/PapersPdf/NA822WU.pdf. Acesso em 15 mar. 2015.

MARQUES, Carlos Humberto. Aspectos fundamentais à implantação da tecnologia de produção de anticorpos. Disponível em: http://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/5781. Acesso em 20 abr. 2015.

MARTINS, Ricardo (Coord.). Medicamentos Biológicos na Prática Médica: Biotecnologia e medicamentos. 1. ed. São Paulo: AMB, 2013.

MELO, Carlos Alberto. Biofármacos no Brasil. Facto Abifina, n. 26. Jul/ago 2010. Disponível em: http://www.abifina.org.br/factonoticia.asp?cod=384. Acesso em 20 abr. 2015.

NOVO, Juliana Branco. Clonagem e expressão da glucocerebrosidase humana em células de ovário de hamster chinês (CHO). 28f. Tese (Doutorado em Biotecnologia) – Universidade de São Paulo, 2010.

NUNES, Ana Rita Ascensão. Medicamentos Biológicos: Situação actual e perspectivas futuras. 85f. Dissertação (Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas) – Universidade Lusófona, Lisboa, Portugal, 2014.

PHIZER. Industria Farmacêutica. Manual de Medicamentos: Medicamentos biológicos e biossimilares, 2013. Disponível em: http://static.labnetwork.com.br.s3.amazonaws.com/wordpress/wp-content/uploads/2014/07/Manual-Medicamentos-Biol%C3%B3gicos-e-Biossimilares.pdf. Acesso em 21 abr. 2015.

PINTO, Valdair (Coord.). Entendendo os Medicamentos Biológicos. São Paulo: Interfarma, 2012. Disponível em: http://www.interfarma.org.br/uploads/biblioteca/34-biologicos-site.pdf. Acesso em 20 abr. 2015.

REIS, Carla; CAPANEMA, Luciana Xavier de Lemos; FILHO, Pedro Lins Palmeira; PIERONI, João Paulo; BARROS, José Oswaldo; SILVA, Leandro Gomes. Biotecnologia para saúde humana: Tecnologias, aplicações e inserção na indústria farmacêutica. Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/bitstream/1408/2641/1/BS%2029_Biotecnologia%20para%20sa%C3%BAde%20humana_P.pdf. Acesso em 21 abr. 2015.

SCHELLEKENS, H. Biosimilar therapeutics – what do we need to consider? NDT Plus. p. 27-36, 2009.

WHO. Biotherapeutic products. Place Published. Available. 2014. Disponível em: http://www.who.int/biologicals/biotherapeutics/biotherapeutic - products/en/-. Acesso em 14 mar 2015.

WISHART, David. S. Characterization of biopharmaceuticals by NMR spectroscopy. Treends in Analytical Chemistry, p. 48, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.